Baixe gratuitamente e descomplicado os primeiros capítulos do 1º livro.

sexta-feira, 21 de maio de 2010

Reinos.


GUERREIROS MEDIEVAIS

OS CINCO GRANDES REINOS



A atual divisão do continente Silúrya após a morte dos feiticeiros.
 
Helienan

 Ilha situada ao leste de Silúrya, habitada por elfos. Quando o feiticeiro Hélian morreu, deixou a ilha com uma imensa proteção, deixou seu espírito protegendo-a, agitando o mar toda vez que alguém tentasse navegá-lo. Ninguém seria capaz de atravessar o rio, muitos menos os elfos, os quais viviam totalmente isolados, mas alguns arriscavam-se em ir aos outros reinos em busca de aventura, assim eram os bardos (contadores de estórias).
Helienan foi dividida em oito vilarejos, cada um com sua cultura, porém, o mais belo de todos é o vilarejo do sul, onde vivem os elfos celestiais. Os reis de Helienan foram assassinados pelo mago chamado Clousand, com a morte dos reis o trono ficou para Sháira, que na época ainda era um bebê, então, Siliohn cuidou da rainha e do trono até que ela pedisse a coroa, assim ela fez quando inteirou sua maturidade.



Orléa

O grande e movimentado reino dos humanos se chama Orléa, situado no norte de Silúrya, Orléa possui nove cidades-estados, foi lá onde tudo começou. Quando o primeiro rei, Adonias, tentou tomar todos os outros reinos, até que foi derrotado pelos sete feiticeiros. Depois, o feiticeiro Tímbar tomou o trono e depois de sua morte, o próximo rei foi Galgato, o qual espalhou mal por toda Silúrya.
Depois de sua morte quem assumiu o reino foi Árpatos e Karine. Foi quando o novo rei decidiu dividir seu imenso reino e nove cidades-estado, assim teria um governador em cada cidade, onde seria mais fácil sua administração.
No reino de Orléa, não vivem somente os humanos, mas qualquer tipo de raça, até mesmo elfos, o reino é bem movimentado, existem grandes comércios e grandes torneios de lutas.


Ventânia

Nos tempos de Adonias, ele exilou uma grande parte do reino; dizia-se que ele sabia que estavam lhe traindo e que pretendiam tomar o poder, então, este povo foi para as montanhas ao lado de Pirineus, montanhas situadas no sul, porém, descobriram que as terras eram do rei dos dragões, Kassius, ele então tentou escravizar esse povo exilado, mas eles foram salvos por Lindóra, uma mulher-dragão, e assim ela fundou o reino de Ventânia. Reino com fortes portões e altas muralhas. Lindóra, a sacerdotiza da paz, não governa seu reino, ela elegeu um representante chamado de Aldemir, governando um reino que é totalmente contra à guerras.


Minória

Quando o rei Adonias pretendia avançar suas terras, comprou uma briga com os anões que viviam ao lado, mas numa guerra eles foram defendidos pelos elfos, foi aí que surgiu a grande rivalidade entre humanos e elfos.
Após anos de paz e depois da morte de Gálgato, um novo mal surgiu, o mago Clousand, o qual assassinou muitos anões num ataque cruel, então, os anões decidiram viver em suas minas, e assim firmaram um imenso reino, embaixo da terra, mas mesmo assim o reino tem suas construções na superfície, uma imensa fortaleza protegida por Minotauros; ruínas protegidas por magos; o norte protegido por bárbaros e gigantes, e o sul protegido por uma floresta cheia de armadilhas feitas por gnomos.
O reino até hoje tem o seu primeiro rei, Efraim, um rei perverso, ambicioso e egoísta.



Vulcanos

Por último, o reino de Kassius que nunca falam o seu real nome. As montanhas vulcânicas sempre foi reinada pelos dragões. O seu primeiro rei foi Calgário, que logo depois foi morto pelo feiticeiro Angrius. O feiticeiro não quis ficar nas regiões montanhosas e ficou no castelo dos feiticeiros que ficava em Orléa.

O próximo sucessor foi Kassius, o filho de Calgário, o qual sempre planejou a vingança de seu pai, tomar os outros reinos e governar a todos.


Estes são os cinco reinos de Silúrya.

Um comentário:

adriana disse...

adoreii o post... o desenho esta lindoo, muito bom saber mais um pouco dessa saga por aki